• Med. Dentária Integrativa

O que é e qual a importância da Reabilitação Oral?



A manutenção da saúde e da qualidade de vida ao longo dos anos depende, entre outros fatores, da integridade das peças dentárias e restantes estruturas da cavidade oral, que nos permitem mastigar os alimentos, articular as palavras e conservar a estética. Assim, a Reabilitação Oral constitui a área da Medicina Dentária que, através do uso de próteses dentárias fixas ou removíveis, permite manter a função e a estética, quando os cuidados de higiene oral foram desadequados ou existiram patologias ou situações traumáticas que afetaram os dentes (por exemplo, dentes submetidos a desvitalização, fratura dentária, perda de dentes por trauma ou infeção). Dependendo da situação clínica diagnosticada, o Médico Dentista irá avaliar a necessidade de reabilitação oral, propondo a melhor solução para cada caso.

As próteses dentárias são dispositivos artificiais concebidos para substituir os dentes ausentes, que podem ser classificadas em duas categorias:

Prótese dentária fixa - Desta categoria de próteses fazem parte as facetas, coroas ou pontes sobre os dentes naturais e as coroas ou pontes sobre implantes. As facetas, por norma, fixam-se à região anterior de um dente natural. As coroas cobrem toda a superfície de um dente danificado ou são colocadas sobre um implante, dando-lhe o formato de um dente natural. Os implantes dentários consistem numa raiz artificial que se coloca no osso dos maxilares para simular a raiz de um dente perdido; têm como vantagens o facto de não danificarem os restantes dentes, a durabilidade e a melhoria da qualidade de vida. As pontes dentárias são utilizadas para preencher um ou mais espaços de dentes ausentes e podem ser cimentadas aos dentes naturais ou aparafusadas aos implantes. A colocação ou remoção deste grupo de próteses são feitas pelo Médico Dentista e a sua manutenção depende de uma adequada rotina de higiene diária e vigilância médica regular.

Prótese dentária removível - O paciente coloca e remove diariamente para limpeza. Podem ser parciais ou completas, sendo opção quando não existem condições para colocação de um implante (por exemplo, falta de osso maxilar) ou por serem uma solução mais económica para o paciente.

A reabilitação oral combina várias técnicas e especialidades da Medicina Dentária (por exemplo, Endodontia, Periodontologia, Implantologia, Ortodontia), tendo como objetivo final a harmonização da funcionalidade da cavidade oral: melhoria do processo digestivo através de uma eficiente mastigação, eliminação de dores de cabeça e de dores dos músculos mastigadores, melhoria da fonética e melhoria da autoestima, com efeitos positivos ao nível pessoal, social e laboral.

28 visualizações0 comentário